AFRICA SS20 – Página 2 – BYOU by Patricia Gouveia
Desde pequena, nunca gostei de histórias inventadas, gostava das reais, eram as únicas que me faziam sonhar. Talvez a miúda sonhadora, não fosse assim tão empírica e os seus sonhos fossem o ponto de partida para criar a sua realidade. 
Ainda hoje, só gosto do que é real, mesmo que seja duro, que traga sofrimento, é a realidade, é a vida a acontecer. Histórias de princesas nunca me fizeram acreditar numa realidade diferente ou idealizar uma vida de "purpurinas e cores de rosa", eu nunca fui essa miúda, eu acho que nunca vesti cor de rosa... eu resgatava animais da rua e sofria mais do que os meus pais gostariam, mas era assim, eu pelava-me para me sentar à mesa dos crescidos e entrar em África pelas palavras da minha avó Helena e do meu pai Luís. Nem sempre as histórias eram bonitas, pois sempre existiu fome, miséria, desequilíbrios sociais e é essa talvez a minha maior ligação a África, esse confronto com uma realidade que me fazia querer saltar para dentro daquelas histórias e fazer parte daqueles cenários.

Ao fim de mais de 30 anos, aqui estou eu a criar mais uma coleção baseada numa realidade, numa parte da minha vida. Achei que só o poderia fazer, se conseguisse contribuir de alguma forma para ajudar Africa, mas não sabia por onde começar e pedi ajuda a uma amiga que lida todos os dias com organizações que se dedicam a apoiar pessoas. Foi esta amiga que me apresentou a Cathy e foi nesse preciso instante que percebi que era esta a ONG que iria receber a nossa ajuda.
Podem ver mais informações acerca desta ONG aqui::
http://www.confidentchildren.org/
Talvez a BYOU seja a minha história, a minha evolução contada em roupa e talvez a Cathy estivesse destinada a me ser apresentada para me ajudar a saltar para dentro de um cenário, que tem tanto de duro como de inspirador e bonito.
Para a coleção, eu escolhi as cores que África me faz lembrar.
Terracota são as lembranças que tenho do cheiro da terra molhada.
O azul de um mar longínquo.
A transparência de um verde água, de uma água que escassa.
O verde seco das vegetações.
O creme das areias e das terras.
A cor do amanhecer e do entardecer.

E os brilhos que, afinal, escolho sempre ter nas minhas coleções? Estou a constatar que são uma representação de que a beleza está no brilho que cada um consegue transparecer. E são o sol e a lua deste cenário.
//
Tinha sido esta a introdução que escolhi para esta nova coleção, muito antes de acontecer o que aconteceu e de estarmos a viver uma era de incerteza, de dor, mas também de amor. 
Tudo o que tinha planeado para a sessão fotográfica não pôde acontecer, era algo que iria colocar a BYOU num patamar acima do que tem feito até aqui, mas, dadas as circunstâncias e a sustentabilidade do negócio, adaptámo-nos. O ser humano é assim, adapta-se porque além de precisar manter-se, quer e precisa de continuar a sonhar e a ser feliz.
O que pretendo agora é enviar amor para cada uma de vocês e que a nossa ajuda, mesmo que pouca, chegue ao Uganda, pois África irá sofrer muito mais do que nós nesta enorme pandemia e todas as ajudas serão poucas.
Um obrigada a todas por estarem desse lado.
P.S. Os nomes das peças são nomes de terras Africanas.
Com Amor
Patricia Gouveia